Händlerlinks
“As nossas janelas são das mais sustentáveis.”
“As nossas janelas são das mais sustentáveis.”
Diretor Joachim Oberrauch: Coerência
As janelas modernas desempenham um papel fundamental no consumo energético dos edifícios, mas, para se obter um produto verdadeiramente sustentável, não basta um bom isolamento. Por isso, a empresa Finstral decidiu, desde a sua fundação, um caminho muito diferente do resto do mercado. Entrevista com o Diretor Joachim Oberrauch.

O que significa sustentabilidade para um fabricante de janelas como a Finstral?Joachim Oberrauch: Para operar de modo sustentável, é necessário ter uma visão do sistema completo. A Finstral segue um modelo de economia circular. O nosso objetivo não é apenas construir uma janela perfeita, também visamos sempre uma produção que seja o mais sustentável possível. Isso significa, por exemplo, planear, desde o início, uma gestão eficaz e ecológica dos resíduos. É por isso que somos nós que fazemos quase tudo, da ideia inicial à montagem. Só assim conseguimos garantir uma utilização eficiente dos materiais e dos recursos energéticos em todo o ciclo produtivo.

Quem faz tudo nas suas próprias instalações, pode definir e garantir padrões de qualidade…É isso mesmo. Isto é uma grande vantagem sobretudo nas janelas, porque são compostas por muitos componentes individuais diferentes. A Finstral é um dos poucos fabricantes de janelas da Europa que se encarrega de todas as fases da produção. Desenvolvemos os perfis. Misturamos o PVC segundo a nossa própria fórmula e extrudimos nós mesmos. Tratamos do processamento da madeira. Revestimos alumínio, produzimos vidro isolante e montamos os elementos de janelas finais. Sem esquecer, obviamente, a montagem. Como fazemos tudo, temos as condições ideais para fabricar as janelas mais sustentáveis e mais duradouras do mercado.

As janelas da Finstral possuem uma estrutura modular. Até que ponto é que isso contribui para a sustentabilidade?Em vez de utilizarmos os componentes standard disponíveis no mercado, fabricamos quase todos os componentes nas nossas próprias fábricas, podendo adaptá-los perfeitamente entre si. Desse modo, somos capazes de aperfeiçoar cada vez mais as nossas janelas e, ao mesmo tempo, de produzir com um uso eficiente de materiais e um consumo reduzido de energia. Por exemplo, os nossos perfis estão construídos de modo que todos os materiais possam ser facilmente decompostos por tipo e, por isso, são 100% recicláveis. Outra vantagem é que os perfis da Finstral são mais estreitos do que a maioria dos restantes. Tal só é possível porque colamos sempre o vidro ao aro, formando uma unidade robusta, em vez recorrermos a calços como a concorrência. Assim, o aro não tem de suportar o vidro e já pode ser mais estreito. O resultado é um aspeto mais elegante e ainda podemos poupar dois terços dos reforços de aço que tínhamos de inserir previamente em todos os perfis de PVC. A extraordinária modularidade do nosso sistema traz, adicionalmente, grande benefícios para os nossos clientes, pois permite uma melhor personalização das suas janelas.

Também é possível tornar a montagem das janelas o mais eficiente possível em termos de recursos?Sim, a montagem até tem muito potencial para isso. Na Europa, continua a ser habitual uma montagem direta na alvenaria. Com métodos modernos, é possível simplificar bastante a montagem e a Finstral é pioneira nesta área. Podemos recorrer, por exemplo, à montagem com aro de renovação na reabilitação de edifícios. Este método requer metade do tempo dos métodos convencionais e é eficiente em termos de recursos, uma vez que não é necessário danificar as paredes existentes. Para a reabilitação de janelas velhas de PVC ou alumínio, a Finstral introduziu a montagem com aro de renovação pelo interior. Este método permite substituir janelas em apenas 30 minutos. Como a intervenção é feita apenas pelo interior, poupa-se imenso trabalho, tempo e custos: não são necessários quaisquer andaimes, pinturas ou trabalhos de alvenaria e os espaços continuam habitáveis. Nas obras novas, a Finstral aposta em pré-aros. Estes são instalados durante a fase suja de construção. Desse modo, evita-se que as janelas sejam danificadas. Porém, se passados 20 a 30 anos, for necessário substituir alguma janela, isso poderá ser feito com rapidez, sem se ter de tocar na estrutura da construção.

Como é que se pode continuar a desenvolver a sustentabilidade?Testamos regularmente todos os nossos processos no âmbito das certificações ISO: desde a gestão ambiental e de qualidade, passando pelo consumo energético, até à segurança no trabalho. Há aqui muito potencial de otimização. Em 2018, conseguimos assim, mais uma vez, tornar a nossa utilização de recursos ainda mais eficiente e passámos a consumir, desde então, 4,5 por cento menos PVC e 5 por cento menos vidro bruto no fabrico de uma janela.
“As nossas janelas são das mais sustentáveis.”
Não importa se se trata do aro ou do vidro: a Finstral constrói e produz quase todos os componentes nas suas instalações. Assim, pode garantir a sustentabilidade desde o início.
“As nossas janelas são das mais sustentáveis.”
Joachim Oberrauch lidera a empresa familiar na segunda geração e segue o caminho da sustentabilidade já traçado pelo seu pai e tio, garantindo sempre máxima qualidade. É este caminho que a Finstral continuará a trilhar de forma consistente.
Deseja saber mais?
Descubra mais aqui.