Händlerlinks
“A luz natural é um elemento vital.”
“A luz natural é um elemento vital.”
Prof. Peter Andres: Luz
Como é que deve ser um ambiente para que nos sintamos bem? Deve ter o máximo de luz natural possível. Os estudos demonstraram que quanto mais luminoso é o espaço, maior é a sensação positiva que transmite. Mas isso não surpreende o projetista de iluminação Prof. Peter Andres, pois precisamos de luz para viver. Aqui, ele explica-nos por que é que a luz natural é insubstituível e quais os aspetos a considerar aquando da escolha das janelas, para que se perca o mínimo de luz possível, tanto em construções novas como reabilitações.

Existe uma superfície de vidro ideal para cada divisão?Prof. Peter Andres: Não, nós os projetistas de iluminação não pensamos assim. Nos nossos projetos, recomendamos enter 5%-10% de luminosidade exterior para os espaços habitacionais e de estar. Desse modo, o ambiente fica bem luminoso e já não há problemas de iluminação durante a estação do ano mais escura. Os arquitetos e os projetistas de iluminação têm de decidir como alcançar os cinco a dez por cento, em função da posição e do tipo de construção. Às vezes, são necessárias janelas maiores porque a casa do vizinho está próxima, mas se houver muito espaço à volta, já não é assim. Por isso, não se pode estabelecer uma área de vidro ideal por espaço. Isso terá de ser decidido caso a caso.

Qual é a importância da distribuição das janelas no interior?É muito importante. Para dar apenas um exemplo, através de uma bandeira superior, entra até três vezes mais luz do que através de uma bandeira lateral com mesma dimensão. Se, como nas reabilitações, o objetivo for aproveitar ao máximo as superfícies de vidro existentes, o canto superior da janela torna-se interessante. Se o conseguirmos elevar 10 cm, obtém-se muito mais luz. Se isso não for possível, deve ter-se o cuidado de escolher aros estreitos e um bom vidro, para garantir máxima entrada de luz depois de concluída a reabilitação.

Afinal, por que é que a entrada de luz é tão importante?A luz é um elemento vital. Sem luz não existiríamos. Nós precisamos de luz para viver. Isso verifica-se logo pela manhã, pois precisamos de luminosidade para acordar. Quando a luz nos bate nos olhos, é libertada uma hormona positiva de stress no cérebro, que inibe a produção da hormona do sono melatonina e nos torna ativos. Dantes, as pessoas passavam muito mais tempo ao ar livre, agora, por questões profissionais, estão a maior parte do tempo em espaços fechados. Não fomos feitos para isto. A luz natural sempre teve uma influência positiva sobre todas as funções vitais do corpo humano. E agora, nos últimos nanossegundos da evolução, tentamos criar um efeito semelhante através de fontes de luz artificial. Isso não pode correr bem. A luz natural é insubstituível.

A falta de luz pode ser prejudicial para a saúde?Sim, isso causa perturbações em todo o nosso sistema corporal. A falta de luz natural pode causar distúrbios do sono, falta de vitamina D ou depressões. Infelizmente, o nosso corpo não envia sinais, como a sensação de dor, quando sofremos de falta de luz e nem todos trabalham ao lado de janelas. Além disso, muitas vezes, a qualidade da luz é afetada pela qualidade do vidro da janela, ou seja, a luz que consegue entrar no interior já não é tão natural como era suposto. Por conseguinte, recorre-se a luz artificial para remediar este défice. Contudo, assim, impedimos o corpo de se sincronizar com a hora do dia e a estação do ano. Apesar de termos luz suficiente para trabalhar, a luz natural não chega.

Acabou de mencionar a qualidade da luz...Sim, existem vidros de janelas que reduzem a qualidade da luz, porque, na zona de transição entre a luz visível e invisível, cortam energia no espectro de ondas curtas e longas. Hoje, sabe-se que uma quantidade suficiente de luz na área de infravermelhos de onda longa previne a degeneração macular relacionada com a idade. A luz azul de comprimento de onda curta desperta-nos e mantém-nos ativos. Ambas são importantes para o nosso bem- -estar. Resumindo e concluindo, não basta deixar entrar suficiente luz para dentro de casa, mas necessário que esta cubra todo o espectro.

Então, as características do vidro influenciam a quantidade e a qualidade da luz natural que entra no interior?Sem dúvida. Por exemplo, nos vidros triplos de qualidade inferior, a perda de luz pode ser de até 30 por cento. No final, temos de ter muito cuidado para não ficarmos com um espaço bem isolado, mas sem claridade suficiente. Neste âmbito, já há produtos bons, como por exemplo, vidros triplos que são capazes de alcançar valores de transmissão de luz de um vidro duplo. Assim, obtém-se um isolamento perfeito, garantindo a máxima quantidade de luz natural.
“A luz natural é um elemento vital.”
A luz solar cria um ambiente de bem-estar. No entanto, em algumas épocas do ano, pode aquecer demasiado a divisão. Por isso, é importante planear, desde o início, uma proteção contra o calor e os raios solares.
“A luz natural é um elemento vital.”
Em 1986, o Prof. Peter Andres fundou o seu gabinete de design de iluminação em Hamburgo e, em 2000, abriu outro gabinete em Tirolo. Desde 2006, leciona na Peter Behrens School of Arts (PBSA) em Düsseldorf.
Deseja saber mais?
Descubra mais aqui.