Um material imbatível.
Não há alternativa. Joachim Oberrauch fala acerca das vantagens do PVC rígido na construção de janelas.
Um material imbatível.
A Finstral foi pioneira no fabrico de janelas de policloreto de vinilo. Hoje, 50 anos mais tarde, um em cada dois aros de janelas da Europa é de PVC. Mas a Finstral vai mais além e é o único fabricante de janelas que utiliza sempre um núcleo de PVC. Uma conversa com Joachim Oberrauch.

Entrevista: Anna Thaler

Mesmo nas janelas de alumínio ou de madeira da Finstral, o núcleo possui sempre um perfil de PVC. Porquê?Joachim Oberrauch O núcleo da janela determina as características funcionais: protege do calor, do frio, do ruído, da humidade e dos ladrões. Além disso, permite realizar um aro estético, que deixa passar muita luz. De todos os materiais que podem ser utilizados no fabrico de janelas, o PVC é o que melhor pode fazê-lo. É impermeável, estável e extraordinariamente isolante. Além disso, pode ser facilmente moldado e processado na perfeição: por exemplo, só usando PVC é possível soldar perfis uns aos outros, para garantir esquinas estanques ao ar e à água.

Por que é que as janelas de PVC continuam a ter a vida mais dificultada do que, por exemplo, as janelas de madeira?Na seleção dos materiais, trata-se de encontrar a estética perfeita para o respetivo estilo arquitetónico. Isso tem muito a ver com emoções. É uma decisão que cada arquiteto e cada dono de obra tem de tomar. A nossa missão é oferecer a maior variedade de materiais possível, sem renunciar a nada em termos de função, conforto e design. Quem desejar um determinado material para a sua janela, poderá obtê-lo connosco, mas sempre com um núcleo de PVC. A estética depende do gosto de cada um, a qualidade não.

Alguma vez duvidou do PVC?Não, nunca. O PVC rígido é um dos mais resistentes materiais de construção que existe. Isso faz com que seja o material ideal para assegurar a perfeita funcionalidade dos nossos produtos. No exterior, as janelas têm de suportar oscilações extremas de temperatura e intempéries, enquanto que, no interior, reina um clima relativamente estável. O PVC não só suporta esta carga dupla, como funciona, ao mesmo tempo, como um núcleo isolante ótimo para a janela.

Mas a qualidade do PVC é precisamente o que é questionado com frequência. Diz-se que é pouco sustentável e contamina o meio ambiente. Basta pensar na praga de plástico nos oceanos. Qual é a imagem do PVC?Não se pode cometer o erro de confundir o PVC de alta qualidade com o plástico barato. O PVC possui uma elevada durabilidade. Infelizmente, é utilizado muitas vezes para artigos descartáveis, como por exemplo, embalagens, o que é sem dúvida problemático. As janelas, porém, devem durar décadas; nesse caso, a durabilidade do material é uma característica positiva. Só podemos aproveitar de forma efetiva os recursos do nosso planeta se apostarmos em produtos de alta qualidade, em vez de soluções de compromisso de curta duração. O PVC pode ser triturado e reutilizado sem problemas, mesmo após décadas. Deste modo, não só se poupa matéria-prima como também energia de produção. Para que as nossas janelas sejam 100% recicláveis, fabricamos a nossa própria mistura de PVC de acordo com os padrões mais elevados. E construímos as nossas janelas de modo que os materiais utilizados possam ser separados por tipo, mesmo após muitos anos.

Então é verdade que na vossa produção não são gerados quaisquer resíduos de PVC?Sim, é verdade. Construímos os nossos perfis de modo que não sejam necessários materiais adicionais de enchimento e isolamento, ou seja, não utilizamos materiais compósitos, mas sim PVC puro. Por isso, podemos voltar a triturar os desperdícios gerados durante o fabrico e utilizá-los para fazer a massa de PVC. Assim, reciclamos sem perda de qualidade, já que o PVC não se deteriora. Portanto, também não o consideramos um resíduo, mantendo-se um material valioso que reutilizamos. Esta é uma das vantagens de nos encarregarmos nós mesmos do desenvolvimento, da extrusão e do processamento dos perfis.
Um material imbatível.
Um grão do pó de PVC que a Finstral usa para os perfis de janelas possui um diâmetro de 0,3 milímetros. A Finstral tem sempre em stock 300 toneladas de granulado.
Joachim Oberrauch, membro do Conselho de Administração
Joachim Oberrauch, membro do Conselho de Administração, responsável pelo marketing e pelos produtos. Especialista em PVC na Finstral.
Quais são os critérios de qualidade relevantes para um PVC de alta qualidade?
À semelhança de uma receita de comida, a mistura de PVC pode ser preparada com ingredientes mais ricos ou pode poupar-se na qualidade e quantidade dos componentes. Para a qualidade, os critérios decisivos são, por exemplo, a resistência a impactos, bem como a resistência da cor e às intempéries. As misturas mais pobres são frágeis, não se mantêm estáveis durante muito tempo em caso de condições climáticas extremas e descoloram com o sol. Enquanto a maioria dos fabricantes de janelas recorre a outros fornecedores, nós misturamos e extrudimos nós mesmos a nossa massa de PVC, de acordo com as nossas próprias exigências. Deixamos, de forma voluntária, institutos independentes comprovarem a qualidade do nosso PVC: de acordo com o selo de qualidade alemão RAL e o sistema francês de controlo de qualidade CSTB, porque em França existem outros critérios de avaliação. Em ambos os testes, conseguimos sempre os melhores resultados.

Continuam a melhorar a receita do PVC ou já atingiram o nível máximo?Quem pensa já ter alcançado o ótimo, deixa de estar aberto ao novo. Mantivemos a curiosidade e queremos investigar que possibilidades ainda existem. Por isso, estamos constantemente a aperfeiçoar a receita. Por um lado, tecnicamente, isto é, as suas propriedades mecânicas, mas também oticamente, no que diz respeito a cores e a superfícies.

Cores e superfícies? Nas janelas de PVC, geralmente, pensa-se nas clássicas brancas e lisas…É verdade que as nossas janelas mais vendidas são as brancas, mas sempre texturadas ou satinadas. Estas superfícies especiais texturadas fazem parte da nossa gama de produtos desde 1984, e, até hoje, continuam a ser únicas em toda Europa. No processo de extrusão, gravamos a textura de madeira lacada ou o satinado diretamente no perfil. Desse modo, desaparecem as típicas marcas de extrusão dos perfis de PVC lisos. O resultado é um toque agradável e uma superfície compactada e endurecida com poucos micróporos, que não atraia as habituais partículas de pó. Por conseguinte, o aro não só é embelezado como também se torna muito mais fácil de cuidar.

A cor também é uma forma popular de valorizar janelas de PVC brancas, mas a Finstral tem uma abordagem própria diferente…Sim, temos uma opinião crítica em relação à tendência dos aros de janelas coloridos, principalmente, quando se imitam superfícies de alumínio escuras. Embora fique mais barato colar películas de cor nos perfis de PVC, do ponto de vista funcional, isso não faz qualquer sentido. As superfícies de PVC escuras aquecem muito com o sol e a temperatura de deformação do PVC situa-se em cerca de 80° C. Portanto, a probabilidade de as janelas de PVC cinza antracite se deformarem de forma irreparável e perderem a cor com os anos é muito alta. Por isso, não seguimos esta tendência e defendemos uma atitude clara a este respeito: na Finstral, só oferecemos cores escuras nos revestimentos de alumínio, que suportam temperaturas notavelmente mais altas. Também não aplicamos películas de cor, porque, se a superfície ficar danificada durante a longa vida útil da janela, será visível o perfil branco por baixo. Em vez disso, para os tons de cor claros, pigmentamos diretamente a massa de PVC e extrudimos, com ela, os perfis. Para isso, porém, é necessária uma receita de PVC de alta qualidade, porque só assim é possível colorir e gravar de forma perfeita.

Então, também fabricam perfis de PVC com aspeto de madeira sem recorrer a películas?Não, agora apanhou-me. Para dar aos nossos aros a textura típica, também nós necessitamos de películas com estrutura madeira. Mas utilizamos exclusivamente películas acrílicas de alta qualidade, que não são apenas coladas, mas termossoldadas diretamente ao perfil e depois gravadas. Além disso, os nossos perfis e as juntas não são brancos, mas pigmentados com um tom de castanho adequado. No fim, são estes pequenos detalhes que fazem a diferença.

No início, a Finstral comprava perfis já feitos. Quando é que decidiram partir para a produção própria dos mesmos?No início dos anos setenta, já tínhamos começado a desenhar os nossos próprios perfis e a extrudi-los de acordo com as nossas ideias. Quando o nosso fornecedor de perfis começou a ter dificuldades financeiras, tivemos de decidir: vamos procurar um novo parceiro ou começamos a produzir nós mesmos? Optamos por uma maior autossuficiência e, desde 1980, fazemos tudo nós mesmo, do granulado de PVC às janelas acabadas. Nunca nos arrependemos de ter dado este passo. Até porque assim podemos impulsar as inovações com muito mais rapidez e independência.

O núcleo funcional da janela é quase invisível. Que possibilidades vê para o PVC como elemento visível na arquitetura?O PVC possui uma linguagem formal própria, o material em si é muito complacente e versátil. Com ForRes, um material proveniente da reciclagem de cascas de arroz e granulado de PVC, até conseguimos criar uma espécie de aspeto vintage com um toque natural e poroso. É precisamente esta versatilidade que faz com que o PVC seja tão interessante para os arquitetos e donos de obra: cada casa tem o seu próprio estilo e caráter, tal como as pessoas que a desenha. E o PVC oferece inúmeras possibilidades.

Qual será a evolução do papel do PVC no fabrico de janelas? Que cenários de aplicação prevê?Um grande tema são os aros estreitos, que deixam entrar mais luz e são arquitetonicamente discretos. Sobretudo com o PVC, pode concretizar-se muito bem o desejo de se ver cada vez mais vidro. Isso é possível com uma tecnologia moderna de adesão, que une o vidro isolante ao aro. Simultaneamente, com os aros de PVC, alcança-se sempre os melhores valores de isolamento possíveis, o que não se verifica com outros materiais. Por isso, acho que o PVC vai continuar a desempenhar um papel cada vez mais importante no fabrico de janelas, não só pelas suas grandes vantagens funcionais, mas também pelas suas possibilidades estéticas.
Deseja saber mais?
Descubra mais aqui.
Nós vivemos as janelas – há 50 anos
Nós vivemos as janelas – há 50 anos
No dia 6 de abril, o fabricante de janelas Finstral do Tirol do Sul celebrou o seu 50º aniversário na sua nova fábrica em Borgo Valsugana.
A arte de combinar.
A arte de combinar.
50 anos de história da empresa à volta de uma mesa. Uma conversa sobre o espírito de inovação e o futuro das janelas.